Assinatura RSS

Serra, Globo e o Controle da Internet #AI5Digital

A reação dos usuários do Twitter à entrevista (sic) de José Serra ao Jornal Nacional demonstrou, como disse o @caribe, que a Globo está ficando nua e que, mais do que nunca, os poderosos precisam de um AI5Digital.

Demonstrando coleguismo, serventia até, William Bonner deu um show de péssima atuação ao tratar José Serra como um deus, como seu candidato e como o candidato da Rede Globo. Tratou Dilma e Marina como lixo, no que a @vivamulher também chamou de descarado machismo, e Serra como um velho compadre. William Bonner, também nos TT, foi ridicularizado e duramente criticado por sue claro coleguismo com Serra.

Nas entrevistas com Dilma e Marina, perguntas sobre Mensalão, corrupção… Com Serra apenas perguntas tímidas sobre Roberto Jefferson, mas nada sobre o Mensalão do DEM. Quando falou sobre pedágios, Serra não foi interrompido, mentia de forma descarada sobre preços, utilidade e eficiência das centenas de pedágios criadas por ele. E ficou tudo no elas por elas.

Efetivamente a questão dos pedágios foi o único tema mais espinhoso que, porém, não foi de fato respondido pelo Serra. E a cara de “me desculpe” do Bonner durante e depois da pergunta denunciavam que era apenas um teatrinho para fingir isenção.

Sobre o Jefferson, aliás, o próprio reconheceu, no Twitter, que a Globo privilegiou seu aliado!

Perguntar sobre PT e FARC, como alguns cogitavam, teria sido suicídio. A Globo apoia e defende o serra, mas ainda quer e precisa manter uma capa de isenção. Foi uma entrevista de amigos, mas ainda assim com temas menos leves do que muitos esperavam. Inegável os cortes feitos contra a Dilma e a Marina e o tom mais ameno com o Serra.

Enfim, a questão principal na entrevista não foi o conteúdo em si – Índio, Pedágios e Jefferson -, mas o tom, a diferença do tom, os cortes e a agressividade desta para as entrevistas anteriores. Isto fez e faz toda diferença.

No Twitter, “José Serra” foi para os Trending Topics, mas diferentemente do que aconteceu com Marina ou com Dilma, uma rápida lida nos comentários mostrava que ao invés de apoio, Serra era repudiado. Como poucas vezes visto, a Globo foi alvo de protestos raivosos pela forma como tratou – na base da camaradagm – o candidato que, sem dúvida, é o seu. O uso de uma concessão pública para fazer descarada propaganda para um candidato não tem outro nome, é crime. Em um país sério a Globo sofreria sérias consequências.

De qualquer forma, o que fica claro não é o apoio descarado da Globo, mas a necessidade dos poderosos de reviver o AI5Digital e buscar censurar a rede. Apenas pela internet é que foi possível se ter a idéia de como o público recebeu a “entrevista” com Serra. De outra forma estaríamos nas mãos de institutos de pesquisa que, nem de longe, tem o compromisso com a verdade ou com a democracia.

Como poderíamos ter acompanhado o “depois” do debate da Band? Sem dúvida não seria esperando que algum instituto de pesquisa fizesse uma sondagem, afinal, o Vox Populi, que está fazendo tal pesquisa, simplesmente excluíu o nome de Plínio de Arruda Sampaio.

Vivemos em uma democracia onde você só tem voz se tiver mais de 10% dos votos ou servir aos interesses do capital. Aliás, quanto aos 10%, até isso é discutível.

Enfim, é através da internet que podemos ter um termômetro eleitoral minimamente democrático. Obviamente que o alcance é extremamente limitado e dificilmente contempla igualmente a todas as classes e estratos da população, mas ainda assim, é o único ambiente livre, onde TODOS podem dar suas opiniões e contribuir, onde o coletivo é efetivamente formado pela união de indivíduos e não pelo interesse de grupos e marcas.

A internet e o Twitter em particular, vem pautando a grande mídia. A velocidade da rede vem atropelando os jornais comuns e mesmo os sites destes jornais. A internet dá publicidade aos que a mídia tenta excluir, força, através da ampla mobilização, que a mídia reveja posições e atitudes ou, ao menos, seja denunciada.

Foi graças à pressão na internet que Plínio rompeu o boicote que lhe foi imposto e que, depois, virou sucesso no Twitter. E é graças à rede que podemos conhecer os pobres de José Serra e as manipulações midiáticas para tentar colocá-lo no poder.

Collor é cria da Globo, foi eleito graças à manipulação no entorno de seu nome. Isto, hoje, é bem mais difícil de se conseguir. Não só a popularidade do governo é gigantesca, como também existe toda uma rede de ativistas ou de cidadãos comuns apenas insatisfeitos, que ventila informações, que desmascara as mentiras espalhadas pela mídia.

Sem a internet a Ficha Falsa da Dilma seria até hoje uma arma nas mãos da mídia, não haveria resposta, debate democrático. Sem a internet, Plínio de Arruda seria apenas um desconhecido, mesmo com mais de 50 anos de vida pública e defesa da Reforma Agrária. Sem a internet muitos acreditariam que Serra não é um crápula espancador de professores ou Marina o atraso (neo)pentecostal.

Tudo isto contribui para a crescente raiva, o crescente ódio dos poderosos que, de uma forma ou de outra, lutam contra a democratização dos meios de comunicação e pela censura da internet.

Post original: Blog do Tsavkko

Sobre Raphael Tsavkko Garcia

Mestrando em Comunicação (Cásper Líbero) e Bacharel em Relações Internacionais (PUCSP). Pesquisador na área de Cibercultura e Cibergeografia. Blogueiro e Vascaíno! Blog: http://www.tsavkko.com.br Autor e tradutor: http://globalvoicesonline.org e http://pt.globalvoicesonline.org Colunista do Diário Liberdade - "Defenderei a casa de meu pai": www.diarioliberdade.org Twitter: @Tsavkko Facebook: Tsavkko

»

  1. José Pereira dos Reis

    Caros blogueiros!
    Estou sempre muito atento ao trabalho dos blogeiros, parabens, obrigado pela oportunidade que voces nos oferece de conhecer o outro lado da noticia, já fui assinante de veja, istoé, epoca, folha de são paulo e outras, mas no perído da eleição de 2002 ficou para mim muito claro o quanto eles nos dispresão e tentão nos manipular em defesa de seus interesses, assim hoje não tenho mas neunhuma assinatura, tenho todas as informações que preciso na rede, e vou cancelar tambem minha assinatura do UOL.

    Responder
  2. Caro amigo, sou Jordy, de Aracaju-SE, primeiramente quero lhe parabenizar por esse excelente post, e quero lhe fazer uma pergunta: Se Serra mente sobre os preços, descaradamente, a Dilma tem um passado manchado, por ter participado de uma facção, ataques terrorista, entre outros (Mais informações: Procure ‘Verdades sobre Dilma Rousseff’). Marina está fora do 2º turno, então como podemos escolher o candidato, eu não gosto de votar nulo/branco, pois acho que tem de ser ‘sim ou não’ e não um ‘talvez’, como faremos para que possamos escolher um candidato? O senhor não acha que Serra seria uma melhor opção, por Dilma ter um passado manchado e, mesmo sendo apoiada por Lula, o atual presidente anda sempre com ela, ‘dizendo’ o que fazer, como proceder, não acha que seria melhor, Lula apoiá-la, no entanto, deixar que ela diga por si mesma, que em debates, ela não passa uma certa insegurança? Acha que dá para escolher um candidato para o ‘2º tempo’? Qual sua opinião? Obrigado, Jordy.

    Responder
  3. Jordy: Dilma lutou contra a Ditadura Militar. Sua luta foi legítima é não é só errado, como criminoso, a chamar de terrorista. E estes e-mails e sites com supostas “verdades” sobre Dilma são um poço de mentiras e desinformação.

    Responder
  4. Raphael, admiro seu blog por ir atrás das notícias e revelar as mesmas, mas tem outros sites, como um ‘Seja Dita Verdade’, que é praticamente um blog PTista, que só fala bem do PT e por ‘conhecidência’ seus leitores são aliados ao Partido dos Trabalhadores, só falam bem do Lula e da Dilma, e ‘joga a bomba’ no José Serra, claro, ninguém é perfeito e por isso acho que esses blogs que como seu post cita: ‘Faz do candidato, um deus.’, estão bastante errados, que todos sabem sobre o mensalão PTista, como também os problemas com Collor, Sarney entre outros, e citei que não uso o branco/nulo, pois, só escolhendo um candidato, podemos depositar nossa confiança. Dilma lutou contra a ditadura militar, sim, mas e o ‘jeito’ que ela tem, um jeito autoritário e sejamos francos, Lula sempre está do lado dela, como se dissesse o que ela tem de dizer nos debates, comíssios entre outros, o senhor não acha isso estranho? E para você qual dos candidatos ao todo, tinham melhores propostas?

    Responder
  5. Dilma lutou de forma “autoritária” ou lutou contra o autoritarismo? Como você lutaria contra a ditadura? Saindo do país? Fingindo que nada acontecia? Ou pegando em armas? eu pegaria em armas e tennho total admiração pelos que dedicaram suas vidas à luta.

    Sobre propostas, Serra não tem nenhuma. Só vai voltar a vender o país e privatizar. Plínio era o melhor, mas agora é Dilma contra o atraso Serrista.

    Responder
  6. Sobre sua opinião de que Plínio era o melhor candidato, não acha que se ele implantasse o socialismo, o Brasil ficaria prejudicado? Cortaria vínculos com os Estados Unidos e Europa, esses grandes donos de terras, perdendo suas terras, imagine você em um sítio, descansando, quando estão aparece um punhado de pessoas dizendo que estão fazendo uma reforma agrária e seu terreno reduzido de, exemplo, 1000m², para 25m², só para ilustrar, não seria ruim? Vejamos a União Soviética, acabou, Cuba está caindo, Coreia do Norte afunda na pobreza. Voltando ao assunto sobre José Serra e Dilma, seria um atraso a fabricação de genéricos? Remédios por um preo acessível, seria um atraso? E a ampliação de metrôs em São Paulo, junto com o prefeito Kassab, seria um atraso, a ampliação de uma ‘válvula de escape’? O que acha?

    Responder
  7. tao esquecido que o governo de serra,deu um terreno gigantesco a globo,onde hoje é a globo sao paulo

    Responder
    • Ficha imunda de Serra: ele tem 17 processos… Dilma não tem nenhum!
      Alguns processos contra Serra na Justiça Federal do DF. Há outros processos em outros tribunais.

      Se a Justiça no Brasil fosse mais rápida para políticos, José Serra (PSDB) já poderia estar ao lado de Joaquim Roriz e impedido de candidatar-se pela lei da ficha suja.

      Serra tem 17 processos declarados à Justiça Eleitoral, de acordo com as certidões que ele mesmo apresentou (a contragosto, por imposição da lei, senão a candidatura fica impugnada).

      Entre os processos, pelo menos três são por corrupção (improbidade administrativa).

      O maior dos escândalos de corrupção envolvendo José Serra, e que o levou ao banco dos réus, foi sobre o PROER, com rombo nos cofres públicos de R$ 3 bilhões beneficiando o Banco Econômico, e de R$ 1,7 bilhões para o Banco Bamerindus ser comprado pelo HSBC.

      O processo 2003.34.00.039140-7 corre na Justiça Federal do DF, e demonstra que José Serra, junto a outros tucanos do governo FHC, descumpriram as leis e as normas do próprio PROER, ao injetar bilhões do dinheiro público que foi para o ralo, em instituições que não poderiam receber socorro, e teriam que ser liquidadas.

      Já houve uma decisão da juíza Daniele Maranhão Costa, da 5ª Vara da Seção Judiciária do Distrito Federal, aceitando que houve dano ao erário, enriquecimento ilícito e violação aos princípios administrativos no caso.

      É a ante-sala para José Serra entrar na lista dos fichas sujas, caso se confirme uma condenação por juízes, em colegiado.

      O demo-tucano também responde processos por crimes de imprensa, calúnia e injúria. (Com informações do Congresso em Foco)

      Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: